Acusados de assassinar a facadas homem com requintes de crueldades se apresentam a polícia,

13/01/2012 08:53

 

Adriano (Foto: Portal Midia)
O crime bárbaro que parou a cidadede Belém, no último domingo, foi elucidado na tarde desta quinta-feira (12) quando os dois, até então suspeitos, se apresentaram a polícia civil e confessaram o crime.
 
Adriano José da Silva, 26 anos e o menor J.D.S. de 17 anos, acusados de terem assassinado o próprio primo, Mauricio Francelino de Brito, 22 anos, no último domingo (08) na cidade de Belém, foram ouvidos pelos Agentes de investigação do GTE/3ª Delegacia Regional, Nóbrega e Pereira e confessaram o crime.
 
De acordo com os acusados o homicídio ocorreu em virtude de ameças que vinham sofrendo. O menor, responsável pelos 18 golpes de faca peixeira, confessou ter desferido os golpes em legítima defesa. Disse que Maurício puxou uma faca e antes que o atingisse, ele se defendeu e golpeou a vítima.
 
Adriano confessou ter ajudado ao seu sobrinho, o menor, a guardar o corpo de Maurício no banheiro enrolado ao tapete.
 
O Cabo PM C. Alberto, disse ter passado a manhã da quinta-feira em diligências na procura pelos acusados e isso fez com que a dupla se apresentasse a polícia.
 
Por não haver mandado de prisão contra os dois e terem livrado o flagrante, a dupla foi ouvida e liberada em seguida.
 
 
Por Júnior Campos